inscreva-se

CBMFC 2019 || Cuiabá - MT

Trabalhos Científicos


 

INSTRUÇÕES PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS - LEIA ATENTAMENTE

Caso ainda não esteja cadastrado no evento, acesse o menu “INSCRIÇÕES” e preencha o formulário. Preencha com um endereço de e-mail válido, pois toda a comunicação referente ao trabalho será realizada através deste e-mail.
O sistema informará que seus dados foram cadastrados com sucesso e exibirá um botão com o conteúdo "Clique Aqui" para acessar sua área restrita. Ao acessar a área restrita clique no menu “MEUS TRABALHOS” (localizado à esquerda da tela no menu RESTRITO) e siga as instruções.

Para as próximas conexões você não precisa efetuar novamente a inscrição, pois já está inserido no sistema. Neste caso forneça o login e senha, com os quais se cadastrou e acesse a área restrita.

 

CRONOGRAMA

• Data limite para submissão: 25 de fevereiro de 2019
• Prazo para o resultado dos aprovados: 24/04/2019

 

NORMAS PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS

  • Serão aceitos no máximo 05 (cinco) autores, sendo que quem submeter o trabalho deve estar inscrito no Congresso no ato da submissão e o pagamento de sua inscrição deverá ser efetuado até dia 14/05/2019.
  • Os resumos deverão ser enviados de acordo com os CIAP-2 e Códigos Q.
  • O resumo não poderá conter gráficos, figuras, fotos e tabelas.
  • Somente serão avaliados os trabalhos enviados na seguinte formatação:
    • Título: máximo de 12 palavras. Somente inicial do título em letra maiúscula e substantivos próprios. Ex:  A importância da Estratégia de Saúde da Família na intervenção educacional para cessação do tabagismo;
    • Autores: relacionar nome e sobrenome dos autores (no máximo 5 autores), sendo o do autor principal colocado em primeiro lugar, sem abreviaturas, sem titulação. Todos os autores devem seguir o mesmo padrão de apresentação. Ex: Ricardo André Freire de Souza, Thiago Gomes da Trindade, Ana Priscila Freitas Lemos. Deverá ser apontado o apresentador;
    • E-mail: deve ser inserido o e-mail de todos os autores.
    • Instituição: nome da instituição de todos os autores, por extenso com a sigla entre parêntesis.  Somente inicial da afiliação institucional em letra maiúscula e substantivos próprios. Ex: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
  • Corpo do resumo: máximo de 300 palavras.
  • Serão aceitos no máximo 3 resumos de trabalhos por inscrito.
  • O apresentador do trabalho nas formas de pôster digital ou comunicação oral coordenada deverá ser um dos autores.
  • A aprovação dos resumos, assim como a forma, dia, hora e local de apresentação serão divulgados oportunamente.
  • Será emitido apenas 01 (um) certificado por trabalho apresentado, com o nome de todos os autores.
  • Ao submeter o resumo o autor autoriza a publicação do mesmo nos Anais do 15° Congresso Brasileiro de Medicina de Família e Comunidade.

 

A) Haverá duas formas de apresentação de Trabalhos Científicos

  • Pôster Digital

Os participantes terão a oportunidade de expor sua pesquisa em formato de pôsteres digitais. A duração das sessões será anunciada posteriormente.
Cada resumo será avaliado de forma anônima por dois revisores ou mais, de acordo com a seguinte grade de pontuação:
- Contribuição para os aspectos científicos da disciplina de medicina de família
- Contribuição para a prática da medicina de família
- Cumprimento com as diretrizes de envio de resumos
- Clareza de linguagem.

  • Comunicação Oral Coordenada

O objetivo é apresentar, de modo oral, diferentes temáticas, inclusive resultados de pesquisas, e proporcionar a interlocução entre os pesquisadores de uma mesma sessão e destes com a plateia. Os palestrantes terão até 10 minutos para fazer suas apresentações. O resumo deverá conter tema, objetivos e principais pontos a serem apresentados. A comissão científica do Congresso definirá um coordenador para cada uma das sessões.

Observação Importante: Todos os trabalhos enviados para apresentação como “comunicação oral coordenada” poderão ser, após a avaliação pela comissão organizadora, reclassificados em pôster, de acordo com a relevância.


B) Os trabalhos científicos poderão ser de 4 tipos:

  • Pesquisa quantitativa: são pesquisas que utilizam metodologia quantitativa no seu desenho.
  • Pesquisa qualitativa: são pesquisas que utilizam metodologia qualitativa no seu desenho.
  • Relatos de experiência: são trabalhos que relatam casos ou experiências os quais explorem um método ou problema por meio do exemplo.
  • Temas de revisão: são trabalhos que apresentam síntese atualizada do conhecimento disponível sobre matérias das ciências da saúde.


C)
Os resumos deverão ser enviados de acordo com os CIAP-2 e Códigos Q: trata-se de Conteúdos Clínicos Principais em Medicina de Família/Clínica Geral (3CGP), uma terminologia que vem sendo desenvolvida por um grupo de trabalho da WONCA. O 3CGP se constitui na soma da Classificação Internacional de Atenção Primária (CIAP-2) com os Códigos Q. Enquanto a CIAP-2 é a classificação clínica da prática da Medicina de Família e Comunidade, os Códigos Q são a classificação dos conteúdos não clínicos da especialidade. A utilização do 3CGP em um evento do porte do 15º CBMFC é uma experiência pioneira no mundo e certamente contribuirá para o desenvolvimento científico da Medicina de Família e Comunidade no Brasil e em outros países ao facilitar a informatização e o processo de análise dos conteúdos trabalhados cientificamente por médicos de família. Desse modo, a comissão organizadora gostaria de contar com a colaboração dos autores na classificação de seus trabalhos e com comentários sobre o processo de classificação e a terminologia utilizada.
Como fazer?
O autor, ao remeter seu trabalho, deverá utilizar até um total de 4 rubricas de uma das duas classificações que compõe o 3CGP (CIAP-2 e Códigos Q). Os conteúdos a serem classificados normalmente são facilmente identificáveis no título ou na metodologia do trabalho apresentado, não havendo necessidade de se classificar assuntos que apareçam em outras partes do trabalho, como nos resultados, por exemplo. O processo é bastante simples e será facilitado com a disponibilização dos códigos nos campos específicos na submissão dos trabalhos. Portanto, além dos campos usuais no processo de submissão, como nome dos autores, título e resumo, há 4 campos para códigos (CIAP-2 ou códigos Q), 2 de preenchimento obrigatório e 2 opcionais, além de um campo para comentários.


Exemplos de trabalhos hipotéticos para facilitar a compreensão do processo de classificação:

Trabalho 1
Título: Estudo transversal sobre diabetes em população em situação de rua assistida por um serviço de APS.
Classificação: QR323 (código Q para estudo transversal); T90 (CIAP-2 para diabetes tipo 2); QC33 (código Q para população em situação de rua); QS1 (Código Q para cuidados primários à saúde).
Trabalho 2
Título: O desenvolvimento de competência cultural em estudantes de medicina em estágio em uma comunidade quilombola
Classificação: QP23 (código Q para competência cultural); QT11 (código Q para método pedagógico); QC31 (código Q para subgrupo étnico).


ATENÇÃO: Antes de submeter os trabalhos orientamos que identifique previamente quais são os códigos do seu trabalho para facilitar na busca e no envio do formulário.

Para visualizar todos os códigos, clique nos links a seguir:

» Códigos Q

» CIAP-2


AVALIAÇÃO E ACEITE

  • A avaliação dos resumos enviados será realizada por uma comissão constituída com essa finalidade. Para tal avaliação serão levados em conta: (a) Redação e estrutura; (b) Originalidade; (c) Metodologia científica; (d) Resultados; (e) Impacto e relevância do trabalho.
    Obs: (c) e (d) não são aplicáveis aos relatos de experiência.
  • A comissão científica reserva-se o direito de não aceitar resumos que não contemplem os temas do Congresso ou que não apresentem aspectos relevantes dentro da temática ou não estejam de acordo com os critérios pré-estabelecidos.
  • A avaliação para a premiação dos pôsteres e comunicações coordenadas será realizada por uma comissão que levará em conta: (a) a relevância do tema e sua pertinência ao tema do Congresso, às categorias temáticas, à Medicina de Família e Comunidade e à Atenção Primária à Saúde, (b) a metodologia cientifica utilizada e sua adequação ao trabalho, (c) conclusões e aplicabilidade prática, (d) originalidade, (e) clareza e correção da linguagem; (f) apresentação visual e/ou apresentação oral, (g) a presença do expositor no dia e local determinados pela comissão cientifica. Quem fizer a opção inicialmente por comunicação coordenada poderá ter como resultado seu trabalho aprovado em comunicação oral coordenada, ou em forma de pôster ou não aprovado..



Encontrando maiores dificuldades, entre em contato conosco pelo e-mail trabalhos@cbmfc2019.com.br ou acesse o menu "Fale Conosco".

Uma interessante mistura no Centro-Oeste brasileiro

Cuiabá é a capital do estado brasileiro de Mato Grosso. Ele serve como o Centro Geográfico da América do Sul e forma a área metropolitana do estado, junto com a cidade vizinha de Várzea Grande. A cidade é uma mistura rica de influências européias, africanas e nativas americanas e numerosos museus refletem isso. Cuiabá também é notável por sua gastronomia, dança , música e artesanato. Conhecido como o “portão do sul da Amazônia” , Cuiabá experimenta um clima tropical quente e úmido. Pegue a cultura dos pantaneiros, adicione um pouquinho de costumes paraguaios, bolivianos e indígenas e mexa bem, no alegre rítmo do rasqueado, dança típica da região. Junte agora uma boa quantia de história de grandes fazendeiros e seus escravos, de bandeirantes em busca de ouro e de cidades praticamente abandonadas no passado. Salpique com muita beleza natural, tranquilidade e um clima deliciosamente quente. Essa é mais ou menos a receita que resultou no que hoje é a capital do Mato Grosso, Cuiabá.

Conheça o melhor espaço para eventos em Mato Grosso

O Centro de Eventos do Pantanal possui o que existe de mais moderno, confortável e seguro em termos de espaços e equipamentos, incluindo uma unidade do Corpo de Bombeiros. Com uma arquitetura funcional e adequada às condições climáticas da região, possui uma área construída de 11.950 metros quadrados, divididos em três pisos nomeados como: Piso das Águas, no subsolo; Piso da Terra, no térreo  e Piso do Sol, no 1º andar. É composto por um pavilhão de feiras, cinco auditórios, 15 salas de aula, uma lanchonete e uma cozinha industrial, além de dois estacionamentos, um com capacidade para 1.500 veículos, destinado ao público que comparece aos eventos, e o outro, com 2.500m² específico para carga e descarga reservado para facilitar a logística de transporte. O principal espaço do Centro de Eventos do Pantanal é o Pavilhão das Nações. Com 3.740m² e pé direito de 12 metros de altura, este ambiente possui e um vão livre de 50 metros lineares e nenhum tipo de obstáculo visual, permitindo a realização de shows, exposições e feiras de grande público.


Promoção


Organização


48 3322-1021